Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

De Oeiras

Notas de um lisboeta, criado em Caxias, despachadas de Oeiras

De Oeiras

Notas de um lisboeta, criado em Caxias, despachadas de Oeiras

25.12.09

Chamo as estrelas do céu


Tó Zé Rodrigues

Chamo as estrelas do céu

e as dos fogos de artifício.

Chamo as estrelas do mar

na areia ou no precipício.

 

Constelações improváveis

dum universo sonhado.

Variáveis simétricas

algures em algum lado.

 

Electrões acelerados

tentam provar que eu existo.

Inda hoje anunciaram

que nasceu o Jesus Cristo.

 

Estrela maior entre estrelas

Soube bem o que é estar só.

De pó de estrelas fui feito

um dia voltarei ao pó.

 

Tó Zé